Padre é preso suspeito de oferecer R$ 2 mil por sexo com garoto em MS

Padre foi preso e levado à delegacia pela Polícia Militar; caso foi registrado como importunação sexual

09/07/2024 às 10h33 Atualizada em 09/07/2024 às 13h11
Por: Redação Cenário MS Fonte: Campo Grande News
Compartilhe:
Padre foi preso, em Campo Grande. — Foto: Redes sociais/Reprodução
Padre foi preso, em Campo Grande. — Foto: Redes sociais/Reprodução

Padre de Campo Grande, Jucelandio José do Nascimento, que atua no Bairro Moreninhas, foi preso por suspeita de oferecer R$ 2 mil em troca de sexo com um adolescente de 16 anos. O caso foi atendido pela Polícia Militar na madrugada desta segunda-feira (8). O nome dele foi confirmado pela polícia e a própria Arquidiocese.

A ocorrência relata que o pai do adolescente chamou a Polícia Militar, informando que o filho saiu de casa escondido durante a madrugada e foi até a casa do padre, de 41 anos. Os militares seguiram até o imóvel onde o menor estava e encontraram o portão entreaberto.

Já no quintal, a PM chamou o padre pelo nome e ele abriu a porta. O adolescente estava na casa e então os policiais questionaram o padre sobre o motivo de o menor estar no local. O homem, então, respondeu que chamou o menino para tratar de assuntos referentes ao acampamento da igreja.

Continua após a publicidade

Em depoimento, o adolescente disse que o padre ofereceu R$ 2 mil para ter relações sexuais. Quando chegou na casa, o homem passou a mão nas partes íntimas do adolescente, que se assustou e correu para o banheiro, onde se trancou e ligou para o pai. Foi quando acionou a Polícia Militar.

Segundo nota publicada pela Arquidiocese de Campo Grande e assinada por Dom Dimas, diante da grave denúncia, foi necessário o afastamento do padre.

Continua após a publicidade

Nesta terça-feira, o padre Jucelandio teve liberdade provisória decretada pelo juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, durante audiência de custódia.

Jucelandio exerceu seu direito de ficar em silêncio, durante depoimento na delegacia. O padre teve liberdade provisória concedida, mas está proibido de se aproximar ou manter qualquer tipo de contato com a vítima e seus familiares.


O padre agora responde pelo crime de favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,55 -0,90%
Euro
R$ 6,04 -0,93%
Peso Argentino
R$ 0,01 -1,72%
Bitcoin
R$ 395,900,20 -0,10%
Ibovespa
128,111,59 pts 0.39%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias