Primeira rodovia de concreto em MS vai atender 'boom' de fábrica de celulose

Usado em outros Estados, pavimento reduz risco de acidentes e precisa de menos reparos emergenciais

03/06/2024 às 17h52
Por: Redação Cenário MS Fonte: Campo Grande News
Compartilhe:
Trecho da PRC-280, que foi restaurada com pavimento rígido de concreto, no Paraná. - Foto: Chico Ribeiro/Governo MS
Trecho da PRC-280, que foi restaurada com pavimento rígido de concreto, no Paraná. - Foto: Chico Ribeiro/Governo MS

Deve ser lançada no próximo semestre a licitação para obras que vão trocar o asfalto por pavimento de concreto em trecho de 48 quilômetros da MS-377, no trecho que vai do encontro com a MS-320 até Inocência. A vida útil da nova via chegará a 20 anos.

Depois de anunciar que investiria no novo tipo de pavimento, o Governo do Estado informou que esse será o primeiro trecho a passar por obras. O projeto da nova rodovia está em andamento na Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). A rodovia receberá ainda nova sinalização, melhorias na drenagem e implementação de dispositivos de segurança apropriados.

A melhoria vai atender a crescente demanda de tráfego de caminhões pesados, especialmente com a instalação da fábrica de celulose da Arauco, em Inocência.

Continua após a publicidade

Em maio, a Arauco recebeu do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) a licença de instalação para o Projeto Sucuriú, que prevê começar a construção de uma fábrica em 2025.

Na nova unidade serão produzidas 2,5 milhões de toneladas de celulose branqueada por ano. A indústria prevê começar a produzir em março de 2028 com o investimento de R$ 15 bilhões. A cidade de 7 mil habitantes se prepara para receber 12 mil trabalhadores na obra.

Continua após a publicidade

Pavimento

Países como os EUA (Estados Unidos da América) e vários na América Latina já usam esse tipo de material nas estradas, além dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso e Paraná.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Helio Peluffo, esteve na rodovia PRC-280, que foi restaurada com pavimento rígido de concreto, no Paraná, em agosto de 2023. A estrada é um dos principais corredores logísticos do Paraná, ligando o Sudoeste paranaense ao Porto de Paranaguá.

"Essa abordagem proativa não apenas reduz o risco de acidentes, mas também minimiza a necessidade de reparos emergenciais, resultando em economia de recursos ao Estado a longo prazo", disse o secretário.

As vantagens do pavimento de concreto incluem durabilidade média de 20 anos, qualidade da superfície, conforto de rolamento, custo inicial competitivo, baixo custo de manutenção, maior resistência ao tráfego pesado e segurança ao usuário.

A rodovia também possui vantagens ambientais. É resistente ao desgaste, reduz o consumo de combustível para os veículos que transitam nela, têm menor emissão de CO2. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,04%
Euro
R$ 5,84 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,54%
Bitcoin
R$ 373,242,44 -0,80%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias