Comparsa receberia 10 mil, mas diz que "amarelou" e mulher teve de matar amante

Bruna Daniela de Oliveira e Alex José Alves foram presos na noite de quarta-feira (13), dois dias após crime

16/09/2023 às 09h42
Por: Redação Cenário MS Fonte: Campo Grande News
Compartilhe:
Bruna e Alex, acusados de assassinar Valdomiro em fotos publicadas nas redes sociais - Foto: Reprodução
Bruna e Alex, acusados de assassinar Valdomiro em fotos publicadas nas redes sociais - Foto: Reprodução

Investigação da Polícia Civil apontou que Bruna Daniela de Oliveira, 31 anos, foi quem planejou a morte do amante Valdomiro Pereira, 54, na noite de segunda-feira (11). A mulher ofereceu R$ 10 mil para que o comparsa Alex José Alves, 22, o auxiliasse no assassinato. A vítima foi encontrada na terça-feira, na casa que morava, no Assentamento Teijin, no distrito de Nova Casa Verde, em Nova Andradina.

Conforme o delegado Caio Bicalho, responsável pela SIG (Seção de Investigações Gerais) de Nova Andradina, na segunda-feira, bruna procurou Alex e ofereceu o dinheiro para que o homem a auxiliasse no crime. O rapaz aceitou o serviço e no mesmo dia, quando escureceu, os dois foram até a residência da vítima.

Bruna entrou na residência, ficou alguns minutos conversando com o amante, colocou calmante no tereré da vítima para dificultar que ele se defendesse.

Continua após a publicidade

“Quando o remédio fez efeito, ela chamou o Alex, ele estava esperando na porteira do sítio. Antes de entrar, ele desligou o padrão de energia da residência para que o circuito de monitoramento de segurança parasse de funcionar. Eles ficaram conversando com o Valdomiro na área externa, em determinado momento, a Bruna foi até o carro da vítima e pegou uma arma que ela sabia que ele tinha e entregou para o Alex”, explicou o delegado, completando que o homem não teve coragem de atirar e devolveu o revólver para a mulher.

Valdomiro foi encontrado morto em assentamento - Foto: Reprodução/redes sociais

Durante interrogatório, após ser preso nesta noite de quarta-feira (13), Alex informou que quem atirou em Valdomiro foi Bruna. “Após o crime, eles pegaram a motocicleta do Alex e voltaram para Nova Andradina”, disse o delegado.

Continua após a publicidade

Na manhã de terça-feira (12), dia seguinte ao crime, a dupla esqueceu de tirar da casa o circuito de monitoramento, então Alex voltou ao local e buscou os equipamentos. 

“Até então, ninguém sabia da morte, ele morava sozinho, o corpo da vítima ainda estava no local quando eles voltaram. Alex voltou, pegou os equipamentos e jogou no trajeto que liga o distrito de Nova Casa Verde a Nova Andradina”, afirmou Caio Bicalho. 

Após o crime, Bruna e Alex passaram a furtar dinheiro da vítima. Até o momento, foi apurado que a dupla movimentou cerca R$ 46 mil da conta de Valdomiro. “Ela era amante de longa data, entre eles havia relação de confiança, por isso ela tinha acesso às contas bancárias da vítima”, expôs o delegado.

Equipamentos de sistema de segurança, cartões bancários da vítima e celulares foram apreendidos pela polícia - Foto: Divulgação Polícia Civil

Os suspeitos foram capturados durante diligências realizadas na quarta-feira (13). Bruna foi localizada em posto de gasolina na cidade de Taquarussu, onde posteriormente fugiria para o Paraguai, e Alex foi preso na rodovia que liga Nova Andradina a Taquarussu.

“Quando tivemos conhecimento de que eles estavam com dinheiro, fomos até a residência dos dois e eles já estavam em fuga, então fomos atrás deles.”

Bruna confessou ter matado Valdomiro, mas durante depoimento na delegacia, a mulher não quis revelar detalhes do assassinato.

Os dois foram presos em flagrantes pelos crimes de homicídio qualificado e furto qualificado. O delegado representou pela prisão preventiva dos dois e eles aguardam para passar por audiência de custódia.

O caso

De acordo com informações da ocorrência, vizinhos que residem em um lote próximo da casa que a vítima vivia decidiram ir até a casa de Valdomiro buscar algumas telhas emprestadas. Ao entrarem na residência, encontraram o corpo no chão, na tarde de terça-feira.

A Polícia Civil foi acionada e enviou uma equipe de peritos ao local. A perícia constatou que o corpo de Valdomiro Pereira apresentava três perfurações provocadas por disparos de arma de fogo na região do tórax e as câmeras de segurança instaladas na residência haviam sido arrancadas.

Bruna decidiu matar Valdomiro após a vítima ameaçar contar para seu marido que eles tinham um caso. Em seu depoimento, a mulher disse ter ficado revoltada com a ameaça e por isso buscou ajuda de Alex. Os dois confessaram o assassinato e admitiram ter manipulado as câmeras de segurança da casa de Valdomiro.

Equipe do Corpo de Bombeiros encontrou nesta sexta-feira (15) a arma usada para matar Valdomiro. O revólver 357 foi achado em uma lagoa na Prainha do Arroz, perto do distrito Nova Casa Verde.

Revólver 357 encontrado na lagoa será levado para perícia (Foto: Divulgação | CBMMS)

As buscas pelo revólver começaram ainda na quinta-feira (14), mas por conta das dificuldades a equipe da SIG (Seção de Investigações Gerais) acionou a equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros e a arma foi encontrada nesta tarde e será encaminhada para a perícia.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 -0,04%
Euro
R$ 5,84 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,54%
Bitcoin
R$ 374,130,36 -0,56%
Ibovespa
120,445,91 pts 0.15%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias